sexta-feira, 7 de janeiro de 2011


Pelo 5º (quinto) ano consecutivo a Câmara Municipal da Mealhada, presidida pelo socialista Carlos Cabral, fechou o ano sem dívidas a fornecedores e/ou empreiteiros.

Passar o ano civil com dívida igual a zero é, concerteza, fruto de grande rigor financeiro e de capacidade de boa gestão.

Quem nos dera ver Notícias destas nos Jornais!!!

Câmara da Mealhada fecha o ano de 2010 SEM Dívidas a Fornecedores e a Empreiteiros... e tem muitas Obras a decorrer pelas freguesias e na sede do concelho!!!

Quem nos dera ver uma notícia semelhante com o nome da Câmara de Cantanhede... Mas não, o que vemos (não vemos porque os jornais não publicam) é uma Câmara SUPER Endividada , sem dinheiro para poder fazer obras JÁ COMPARTICIPADAS pelos Fundos Comunitários.

Vemos a Câmara a ANULAR o Contrato de Promessa Compra-venda para a Construção do Parque Empresarial - CEC na Ex-COBAI...

Vemos a INOVA a ANULAR o Concurso da Construção do Parque Desportivo de Ançã e a voltar a lançar outro Concurso... com isto perderam mais de meio ano... e ainda não explicaram bem as razões dessa anulação!

Vemos a Câmara a ADIAR a conclusão do Centro Educativo de Ançã, por falta de dinheiro para o Mobiliário, quando já devia estar a funcionar desde Setembro passado!!!

É esta a tal "Boa Gestão", a "Gestão Rigorosa" que o actual executivo faz???

Não basta apregoar aos quatro ventos que somos bons, somos os melhores do mundo e arredores, sem nós seria a desgraça completa.

Faço votos para que o executivo de Cantanhede aprenda com quem sabe.

2 comentários:

andré disse...

Saber não custa .....
mas aprender é sempre um factor que se deve ter SEMPRE em conta ....
CANTANHEDE DEVE APRENDER COM A SUA VIZINHA MEALHADA ...

-a desenvolver o concelho sem o endividar;

-a pagar aos fornecedores a tempo e horas - tb é desenvolver o concelho;

Sr Presidente ...
Não seja moiro em fazer comparações com os outros que são melhores ...

andré

JS disse...

Vejo por aqui muito bons senhores a criticar e dar a cara.
Que sei de fonte segura que estão à frente de instituições que devem milhões na rua numa operação que envolve 4 ou 5 milhões.
Agora imaginem o que estes senhores fariam se estivessem a dirigir uma câmara municipal que tem um orçamento umas quantas vezes MAIOR.
Estes senhores desceram uma boa fatia na minha consideração.
Cada vez mais me convenço que estamos num país de corrupção e todos dizem, eu fazia isto e aquilo, mas é até terem o poder, porque depois faziam o mesmo que os outros ou pior.
Antes de atirar pedras ao ar, arrumem a vossa casa e troquem as telhas de vidro!!!

ASS: Apoiante do Partido Socialista